17 de setembro de 2008

Dia 17.

Assim como dia 11, é um dia ruim para os americanos, o dia 17 é uma bela merda para mim.

Espero que eu não tenha nada, absolutamente nada comemorativo neste dia.

E eu tenho uma sorte para isso: no dia do aniversário da Duphis, roubaram a minha casa do B.A. pela primeira vez, e no dia do meu aniversário, entraram pela segunda vez.

Hoje faz 6 meses que meu avô faleceu, e foi a primeira vez que fui assaltada por um trombadinha, que era maior que eu.

Tentei ficar com minha bolsa, mas porque eu achei que alguém poderia me ajudar enquanto eu derrubava o filhadaputa do chão, né? Porque?

Só sei que deve ter doído onde eu bati nele, de fato não é algo recomendável revidar, mas eu só pensei nisso quando eu tava no chão puxando a minha bolsa, e fora que ele corre o risco de até morrer (lembrando dos taxistas que mataram um cara que tentou roubar um deles), apesar de que se eu tivesse a chance eu tinha massacrado o filha, pisava no nariz dele até não ter mais nariz.

O merda não esperava a minha reação, isto é fato, e nem eu, é claro. Fiquei mal depois, pelo perigo dele estar armado ou não. Ok. Passou. Espero que ele tenha tido uma overdose, ou uma indigestão e tenha desencarnado. =)

Depois, as pessoas que viram, me falaram que o meu celular caiu no chão enquanto o cara corria, e que um taxista parou, desceu do carro, pegou o cel, e caiu fora. O que mais me irrita, é que eu trabalho com eles. Porra!

Mas agora aquilo virou sucata, porque não serve para mais nada.

Merda!

Acabou o meu respeito de vez.

Um comentário:

plutao disse...

Mee mee! :)
Ficou legal agora ne?
EU imprimi uns cartoezinhos tbm!
=***

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails